Existe alguém que controle o Bitcoin?

Nos últimos anos, as criptomoedas têm revolucionado o mercado financeiro e, sobretudo, o de investimentos. Entre as diversas moedas que podemos encontrar nesse universo, está o Bitcoin, que surgiu conforme os especialistas, em 2008, a partir do registro do domínio “bitcoin.org”, todavia, só foi lançado em 2009 por Satoshi Nakamoto.

Nesse contexto, uma pergunta que vem intrigando os interessados na moeda é se alguém ou alguma coisa tem controle sobre o Bitcoin. Com o objetivo de resolver esse questionamento de uma vez por todas, montamos este conteúdo. Confira!

Entendendo o Bitcoin

Para compreendermos se a rede do Bitcoin é ou não controlada, temos que entender melhor o que ele é e como funciona.

O que é o Bitcoin?

O Bitcoin, para quem ainda é marinheiro de primeiro viagem e deseja compreendê-la, é uma rede que funciona de forma consensual, em que se pode criar uma nova forma de pagamento, a partir da moeda digital. É assim que, geralmente, ela é vista pelos seus usuários.

Pode-se dizer ainda que o Bitcoin é uma rede de pagamento descentralizada, em que é possível aos usuários gerenciarem o sistema, sem a intermediação de uma autoridade central, como é o caso do Banco Central.

Como funciona a Bitcoin?

O modo de funcionamento do Bitcoin é bem similar a uma conta corrente que temos em um banco, com a principal diferença de que se trata de um instituto horizontal, em que não há, como apontamos, uma figura gerencial central. Com outras palavras, o Bitcoin funciona como uma espécie de programa ou aplicativo em que o usuário utilizado para receber e enviar os bitcoins que ele possui.

Todavia, conforme consta no site da moeda, a rede Bitcoin compartilha um registro público denominado de Blockchain. Neste registro, contém as informações de transações já processadas e validadas. É uma medida de controle dos próprios usuários para saber quantas moedas enviaram e receberam.

Mas, e então, existe alguém ou alguma coisa que controle o Bitcoin?

Então, depende do ponto de vista. Em tese, ele não tem dono, ou seja, uma figura central detentora do poder sobre essa solução. Porém, ele é uma rede descentralizada, ou seja, é controlado por várias pessoas que a utilizam ao redor do mundo. Existe entre os usuários e os engenheiros de softwares do Bitcoin, um consenso muito forte, no sentido de que as alterações feitas na ferramenta devem ser consentidas por todos.

Diante disso, podemos dizer que o Bitcoin é e não é controlado.

Porém, quando comparado com a moeda tradicional, chega-se à conclusão que ele tem maior poder de autonomia, justamente porque não conta com uma autoridade central para impor regras sobre os usuários.

Ficou alguma dúvida? Em caso de resposta afirmativa, não deixe de entrar em contato conosco. Contamos com a melhor equipe de especialistas do mercado, a qual pode resolver as suas inquietações com qualidade e eficiência.

Importante:

Este material é somente para finalidades informacionais. Esta não é uma oferta de compra ou venda, ou uma solicitação de qualquer oferta de compra ou venda de qualquer dos ativos mencionados. As informações apresentadas não envolvem a prestação de consultoria personalizada em investimentos, finanças, leis ou impostos. Certas declarações aqui contidas podem constituir projeções, previsões e outras declarações prospectivas, que não refletem obrigatoriamente resultados reais e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As informações fornecidas por fontes de terceiros são consideradas confiáveis ​​e não foram verificadas independentemente quanto à precisão ou integridade e não podem ser garantidas. As informações aqui contidas representam a opinião do (s) autor (es), mas não necessariamente da BlueBenx.

Todo investimento está sujeito a riscos, incluindo a possível perda do dinheiro investido. Como em qualquer estratégia de investimento, não há garantia de que os objetivos de investimento sejam alcançados e os investidores possam perder dinheiro. A diversificação não garante lucro ou protege contra uma perda em um mercado em declínio. O desempenho passado não é garantia de resultados futuros.

Total
0
Shares
Total
0
Shares
0 Shares:
Talvez você também goste