O que são osSecurity Tokens (STO`s)

Em 2017, a Oferta Inicial de Moeda (ICO) de projetos envolvendo blockchain causou uma verdadeira euforia. No afã de novos ativos e startups tentando repetir o sucesso do bitcoin, muitos problemas acabaram surgindo. Atualmente, o mercado de criptomoedas vem buscando por formas de tornar os investimentos mais seguros para evitar esta situação. As STOs (Security Tokens) podem ser a resposta ao problema.

Esses ativos já estão sendo considerados a próxima grande tendência do mercado de criptomoedas. Apesar disso, eles ainda são um conceito incipiente. Se você já se deparou com o termo, mas não sabe do que se trata, aproveite porque este é o seu artigo. Fique por dentro de tudo o que interessa sobre o assunto nos tópicos seguintes!

O que são STOs (Security Tokens)?

As STOs são baseadas no conceito de seguridades ou securities, que constituem basicamente garantias. Elas vão estar na forma de um ativo negociável, como imóveis ou até mesmo ouro. O metal é, por sinal, um bom exemplo para entendermos o conceito de seguridade.

Possuir securities de ouro, é o mesmo que dispor de uma quantia dele sem que você precise guardá-lo fisicamente em um cofre pessoal. Esta é uma forma de investimento tradicional e que pode ser aplicada ao mundo das criptomoedas, gerando as Security Tokens.

Como elas funcionam?

Ao serem compradas por um investidor as STOs (Security Tokens), constituem uma garantia que gera dividendos, lucros e juros no futuro. Apesar de tudo, elas apresentam uma boa liquidez, uma vantagem com relação às seguridades tradicionais, como imóveis e ações. No caso dos Tokens de que falamos, os pagamentos são ancorados nos smart contracts.

Outro detalhe importante é que o preço destes ativos não está ligado à especulação, como ocorre no caso do Bitcoin. Ou seja, a oferta e procura não vão criar grandes flutuações no seu valor. Isso ocorre graças à seguridade, que deve ser garantida pela empresa que oferece o Token.

Por que estes tokens estão causando furor no mercado?

A grande sacada por trás das STOs é que elas servem como elemento regulador do mercado de criptoativos. Este é um fator que vem sendo exigido por muitos investidores, sobretudo, os institucionais, como condição de entrada no mercado. Caso estes investimentos se concretizem, isso pode gerar uma alta.

No entanto, há também quem acredite que uma regulamentação maior iria contra os princípios que regem as criptomoedas. Este é, afinal, um mercado com mais liberdade do que aquela encontrada nos moldes tradicionais. Naturalmente, devemos lembrar que todas as possibilidades citadas ainda são especulações.

Como este ativo vai impactar no futuro das IPOs

As ofertas públicas iniciais (IPOs) constituem a venda de ações de uma empresa que optou pela abertura de capital. Quando as Security Tokens entram neste contexto permitem investimentos globais e com poucos intermediários envolvidos. A validade das transações neste caso será garantida pelo Blockchain.

Contudo, é preciso que as STOs consigam atender aos requisitos convencionais de regulação para seguridades. Especialmente para evitar o que ocorreu com as ICOs, que se mostraram em grande medida fraudulentas. A verdade, é que ainda há muita água para rolar debaixo desta ponte! Quer tirar dúvidas e saber qual o investimento ideal para você? Fale com um de nossos especialistas.

Total
0
Shares
Total
0
Shares
0 Shares:
Talvez você também goste